Veja algumas restrições de trabalhos para estrangeiros!

Rate this post

Para os expatriados que querem encontrar um emprego no Brasil, é melhor obtê-lo antes da sua chegada, porque o mercado de trabalho e os regulamentos para funcionários estrangeiros permitem poucas oportunidades. A força de trabalho no Brasil é uma das maiores do mundo.

Nos últimos anos, o número de funcionários nativos treinados e qualificados tem aumentado constantemente, enquanto o número de funcionários estrangeiros diminuiu. Uma das principais condições para encontrar emprego no Brasil é falar português. O inglês não é tão comum aqui como em outros países, o que pode ser problemático no mercado de trabalho.

Restrições para estrangeiros

Quase todas as informações que você precisa para ganhar a vida no Brasil estão disponíveis apenas em português. Falar várias línguas não lhe trará vantagens no mercado de trabalho, já que muitos funcionários nativos são multilingues, especialmente nas grandes cidades.

Restrições para estrangeiros

Outra limitação para um estrangeiro em busca de emprego é que o governo brasileiro está tentando proteger sua força de trabalho da concorrência estrangeira. Um estrangeiro que chega a uma entrevista terá que provar que possui qualificações únicas e que o trabalho não pode ser dado a um trabalhador brasileiro. O Ministério do Trabalho analisará as habilidades apresentadas por essa pessoa com muito cuidado antes de lhe dar o emprego.

No Brasil, todas as empresas devem seguir o “princípio da proporcionalidade”, o que implica que pelo menos 2/3 dos funcionários são brasileiros e que recebem pelo menos 2/3 do total de salários da empresa. Este princípio também limita as perspectivas de emprego dos estrangeiros. Esta regra tem exceções, mas apenas no setor agrícola.

Se você mora no Brasil há dez anos, é casado com um cidadão brasileiro e / ou tem uma criança brasileira, você é considerado cidadão brasileiro e não é afetado por essas restrições. Diplomas e certificados estrangeiros não são reconhecidos no Brasil. Os exames devem ser sanados no local, o que novamente exige um nível muito bom de português.

Trabalhe no Brasil

Como é muito difícil para estrangeiros encontrar um emprego no Brasil, o mais prático é ser enviado pela empresa. Descubra oportunidades de emprego em agências brasileiras e grandes multinacionais antes de sair.

Tenha em mente que os salários são baixos no Brasil, ou pelo menos menores do que nos setores médios. Pode ser muito difícil ganhar a vida como expatriado, e procurar um emprego remunerado que não seja real brasileiro pode ser uma boa ideia.

Quais empregos ocupar como estrangeiro?

Se você optar por ser mais aventureiro e procurar um emprego quando chegar ao Brasil, prepare-se para golpes e trabalhos mal remunerados. Ser estrangeiro formado no Brasil não é uma grande vantagem e pode até se tornar uma desvantagem. Os empregos mais bem remunerados estão no setor público, mas somente os portadores de passaporte brasileiros podem se inscrever.

Tabela do PIS 2019

Além disso, se você vier ao Brasil para trabalho temporário (temporário, meio expediente) para aproveitar este belo país o resto do dia, logo perceberá que esse tipo de trabalho não é tão simples do que nos EUA ou na Europa. Isso se deve, em parte, à alta taxa de desemprego, mas também a salários extremamente baixos, tão baixos que você frequentemente recusará esse tipo de trabalho.

Ensinar como trabalhar no Brasil

Os expatriados que vão morar no Brasil podem frequentemente encontrar trabalho no ensino ou ministrar cursos específicos, especialmente se lecionarem inglês ou francês. Você deve saber que esse tipo de trabalho não é fácil, e será difícil viver.

Escolas de idiomas brasileiras não costumam pedir ao professor que tenha um visto de trabalho, e às vezes preferem que ele não tenha um para poder pagar em dinheiro e evitar o pagamento de taxas. Tenha cuidado, trabalhar dessa forma é ilegal e pode causar sérios problemas.

Também é aconselhável encontrar uma posição antes de ir para lá. Ofertas de emprego às vezes estão disponíveis no site da TELF para professores de inglês e no site da Alliance Française para professores de francês.